Slide ELISETE NUNES 50.333
Home2020-10-26T15:38:58+00:00
Memória afetiva e profissional de

Elisete Nunes

Candidata a Vereadora ano de 2020

Elisete da Costa Nunes é natural de Mogi das Cruzes.
Filha de Joel e Gina da Costa Nunes. Desta união são gerados 8 (oito) filhos sendo dois homens e seis mulheres.
São eles: Elizabeth, Eliete, Eliana, Edite, Elisete, Joel Junior, Ivete e Joeler.
Elisete é mãe de três filhos, sendo 2(dois) homens e 1 (uma) mulher.
São eles: Caio, Danilo e Maíra
…e avó de três netos.
São eles: Samuel, Ernesto e Martin, que chegará em Janeiro de 2021.

Bem, este é um pequeno resumo das origens de Elisete Nunes que, atualmente, conta com mais de uma centena de parentes próximos entre primos, tios, tias, primas, sobrinhos, genro, cunhadas, sobrinhas… uma família ruidosa e unida que aumenta, aumenta…que bom!!

Formação acadêmica e atividades profissionais:

CONHEÇA UM POUCO SOBRE MINHA TRAJETÓRIA

É formada em Artes, com especialização em Planejamento e Gestão Cultural. Ano 2002
Entre várias ocupações que assumiu durante sua vida profissional, destacamos:

– Conselheira Estadual de Cultura /MT (eleita pela classe artística) 2001/2003.
– Assessora de Assuntos Comunitários, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Mogi das Cruzes, na gestão do Professor Armando Sergio da Silva, no final da década de oitenta.

Nessa época era responsável e coordenava o projeto municipal: “Que É Que O Meu Bairro Tem?” Projeto esse de grande penetração nos bairros da cidade, que tinha como objetivo fazer um levantamento histórico oral, junto aos moradores da localidade e dessa forma, fazer uma releitura da história levantada, através das artes.

O bairro recebia uma escola de artes itinerante, com diversas práticas artísticas, em especial a linguagem jornalística, produzindo inclusive, um jornal do bairro com todas as entrevistas realizadas, na localidade, pelos próprios alunos das oficinas de linguagem jornalística.

No início dos anos noventa, muda-se para Cuiabá – Mato Grosso.

Atuou como professora de Artes, desde o ano de 1980 até o ano de 1990, aprovada em concurso público, no Estado de São Paulo e de 1990 até 1996, continua exercendo a mesma função, só que em escolas particulares, em Cuiabá/MT.

Paralelo ao trabalho de arte-educadora, retoma as atividades das artes titeriteira, também conhecida como teatro de bonecos. Assim surge o Grupo de Teatro de Bonecos: “Dorothéa e Sua Trupe”, que irá percorrer Cuiabá e todo o Estado de Mato Grosso, com apresentações em escolas, teatros e locais alternativos, através da participação em diversas campanhas e projetos artísticos e educacionais.
Ao fundar o referido grupo, o “Dorothéa e Sua Trupe, é convidada a participar de um programa de TV diário (TV Manchete), infantil intitulado: “O Jacaré Pé-Té-Té, depois dessa experiência passa a fazer parte de um programa infantil semanal intitulado: “Desenhando com Tio Fred”, na TV Gazeta que logo passa a se chamar “Clubinho da Dorô” e assim ficou por aproximadamente quatro anos, abordando assuntos referentes a preservação e manutenção do Meio Ambiente. Durante esse período atuou ativamente em projetos de arte educação.

Como bonequeira e arte educadora, elaborou e implantou diversos projetos junto as Secretarias Estaduais do Meio Ambiente, da Educação e outras. Junto ao Departamento de Trânsito do Estado de Mato Grosso, DETRAN/MT, Dorothéa e Sua Trupe atuou por mais seis anos.

Atuou como atriz, bonequeira (construtora e manipuladora) e dramaturga (com dezenas de textos dramatúrgicos desenvolvidos para o teatro de bonecos; dentre estes, publica cinco obras, o primeiro texto publicado em 1986 em Mogi das Cruzes (prêmio: Dramaturgia Mogiana patrocinado pela Secretaria de Educação e Cultura de Mogi das Cruzes/SP), intitulado: “Chilolóca Fedoróca” o segundo texto: Movimento Zero Hora de São Paulo, publicação coletiva, intitulado: “Mete Medo, Mais Não” e os últimos três através de projeto aprovado pela Lei de Incentivo a Cultura do Estado de Mato Grosso.

Projeto: Dorô Conta Contos, onde foi publicado três títulos: Volume I “Clarinha, a Nuvenzinha Sapeca”, Volume II “Pintou Sujeira” e Volume III “Vovó Naná, Nana Nina” projeto este premiado pela imprensa do Estado de Mato Grosso – Prêmio: “A Critica – Mérito Rondon como “Melhor Projeto para Crianças” – Categoria Infantil/MT ano 2002.

Novamente presta concurso público, no Estado de Mato Grosso e é aprovada como Arte terapeuta Educacional, pela Secretaria Estadual de Saúde.

Paralelo ao serviço público continua na criando e desenvolvendo projetos artísticos. Atendendo a demanda local, constrói diversos bonecos gigantes e bonecos para outros grupos e campanhas educacionais.

Bem, essas foram algumas atividades da trajetória de vida de Elisete Nunes; ora no campo da educação, ora na cultura. Manifestando-se nesse universo, produziu e proporcionou a outros e outras o exercício da experiência artístico/cultural. De alguns anos para cá, no entanto, muitas coisas ficaram fora de lugar… o Brasil inicia uma escalada de drásticas mudanças e assim muitos projetos de emancipação popular, são retirados das pautas prioritárias de direitos dos brasileiros; direitos esses, adquiridos a duras penas, através de muitos diálogos, embates, lutas e até mortes. Com foco nas reivindicações das elites, banqueiros, ruralistas latifundiários e investidores, o trajeto das eleições no Brasil segue recheadas de corrupção, abusos, Fake News e Law Faire.
Assim assistimos boquiabertos as eleições mais promíscua que se tem notícia, até os dias de hoje. Nesse estado desanimador, através de um convite para a candidatura vereadora, pelo partido PSOL, brotou o desejo de arriscar estar entre aqueles que tem o efetivo poder de fazer as transformações desejadas e assim diminuir as diferenças econômicas e sociais, que só vem aumentando.

Dessa forma, depois de muita conversa e discussões, colocamos nosso nome, nossa história, nosso legado a disposição da população mogiana, com o puro desejo de fazer melhor do que está sendo feito e, principalmente fiscalizar os gastos públicos e suas destinações financeiras. A partir do dia 06 de Setembro, após a Convenção do nosso partido: PSOL, passamos a ser, efetivamente, uma candidata a vereadora.

No dia 27 de Setembro iniciamos nossa campanha como candidata a vereadora, na Coligação: PSOL/PT/UP *#Mogi, de toda a Sua Gente” e assim, *ELISETE NUNES *50333 avalia que seguiremos, juntos e juntas, rumo a vitória!! ✊

Que assim seja!!!

Áreas de atuação

ARTES VISUAIS • CULTURA POPULAR • ARTESANATO

Notícias

Fique por dentro da nossa campanha

Reta Final!

Boa noite! Chegamos à reta final da campanha e nesta última semana devemos ficar atentos aos prazo da lei

Todas as notícias

Entre em contato

Saiba mais sobre a nossa campanha

Quer saber mais sobre a Elisete, sobre a campanha ou propostas para a cidade de Mogi das Cruzes? Fale com a gente!

ELISETE DA COSTA NUNES

Elisete da Costa Nunes é natural de Mogi das Cruzes.
Filha de Joel e Gina da Costa Nunes. Desta união são gerados 8 (oito) filhos sendo dois homens e seis mulheres.
São eles: Elizabeth, Eliete, Eliana, Edite, Elisete, Joel Junior, Ivete e Joeler.
Elisete é mãe de três filhos, sendo 2(dois) homens e 1 (uma) mulher.
São eles: Caio, Danilo e Maíra
…e avó de dois netos.
São eles: Samuel e Ernesto

Notícias recentes